Calangos

Home | Sobre o Jogo | Screenshots | Vídeos | Aspectos Educacionais | Equipe | Download | Licença | Projeto

  

AS DUNAS DO MÉDIO RIO SÃO FRANCISCO

O jogo “Calangos” é inspirado na região de dunas da margem oeste do médio Rio São Francisco, no estado da Bahia. Vários foram os motivos que nos levaram a escolher essas dunas e seus organismos como ambiente inspirador do jogo. Em primeiro lugar, as dunas são um ambiente de Caatinga, um dos biomas brasileiros menos celebrados pelos meios de comunicação, apesar de sua cada vez mais reconhecida importância do ponto de vista da biodiversidade. Com isso, pretendemos tornar a Caatinga mais familiar mesmo para estudantes residentes fora de seus limites geográficos.

Em segundo lugar, porque essas dunas representam um ambiente muito particular do bioma. Os ambientes arenosos distribuídos nas duas margens do médio São Francisco sustentam uma flora e uma fauna muito particulares, com dezenas de espécies endêmicas (ou seja, encontradas apenas neste ambiente) de plantas vasculares, artrópodes e vertebrados, muitas das quais com adaptações morfológicas e comportamentais à vida na areia. As três espécies de lagartos ou calangos (termo regional utilizado para se referir a várias espécies de lagartos) que os estudantes podem utilizar como agentes no jogo e a espécie de árvore mais comum, por exemplo, são endêmicas das dunas.

Em terceiro lugar, porque as dunas do São Francisco, particularmente nas imediações de Ibiraba (vila do Município de Barra), vêm sendo muito estudadas por pesquisadores brasileiros nas últimas décadas, o que também nos motivou para a utilização das dunas como ambiente a ser modelado, por valorizarmos, assim, a pesquisa nacional. Como resultado, dispomos de um amplo conjunto de informações físicas e biológicas que permitiram a criação de um ambiente virtual bastante realista. As dunas simuladas no jogo foram criadas levando em conta informações reais sobre a variação sazonal das condições ambientais, incluindo clima (temperatura, chuvas) e fenologia (produção de folhas, flores e frutos) das espécies vegetais. A topografia das dunas e a distribuição das plantas nos cumes, taludes e vales das dunas é também bastante realista. A interação entre o período do ano, o horário do dia, as características de topografia e de presença ou não de vegetação em cada posição das dunas geram valores particulares de temperatura do ar e do solo e de umidade relativa, que influenciam a fauna simulada. Parte dessa influência se refere à chance de se encontrar diferentes grupos de artrópodes em atividade no solo em diferentes posições e em diferentes momentos. Outra parte influencia a qualidade das condições para a sobrevivência dos lagartos que são os atores do jogo. Finalmente, as próprias características das plantas e dos artrópodes (por exemplo, a quantidade de água e energia que pode ser utilizada pelos lagartos que deles se alimentam), dos lagartos (por exemplo, sua morfologia e suas habilidades fisiológicas de lidar com diferentes temperaturas) e de seus predadores (por exemplo, sua morfologia e seu padrão de atividade ao longo do dia) foram simuladas de modo a refletir, de modo relativamente preciso, o que acontece na natureza.

Como os estudantes que utilizarão o jogo certamente perceberão, não é uma tarefa simples ser um lagarto nas dunas. Cremos que o resultado da simulação, contudo, permitirá que, juntamente com o aprendizado sobre conceitos da ecologia, os estudantes sejam estimulados a apreciar esteticamente um dos ambientes naturais mais belos e relevantes do Brasil.

Voltar
 
Get Calangos at SourceForge.net. Fast, secure and Free Open Source software downloads